Início Saúde Roupas apertadas: você pode estar trazendo estas 6 consequências

Roupas apertadas: você pode estar trazendo estas 6 consequências

0
436

Embora muitas mulheres gostem, por exemplo, daquela calça jeans que permite o desenho perfeito das coxas e pernas, esta é uma prática que, apesar de inicialmente não parecer, pode trazer problemas para a saúde com o passar do tempo.

Varizes, dificuldades na hora de digerir, cansaço acima do habitual e problemas relacionados à genital são exemplos dos riscos que você passa a ter quando começa a dar espaço para as peças justas no guarda-roupa.

Leia com atenção as dicas dadas por alguns profissionais ligados às áreas: nutrição, dermatológica, ginecológica e angiológica.

1. Circulação em risco

As roupas apertadas trazem a chance de haver uma dificuldade no retorno do sangue venoso, que fica bastante tempo localizado nos membros inferiores. Roupas assim resultam em compressões, ao longo da perna e também na região do abdômen.

2. Varizes

Elas afetam, inclusive, as mulheres. Isso ocorre porque a progesterona, um hormônio feminino, provoca a dilatação das veias acima do calibre normal. Informações da Organização Mundial da Saúde apontam que 17% da população passa por problemas vasculares, estando, no meio delas, as varizes.

Assim que você faz uso de roupas apertadas, a sua circulação é afetada, elevando as estatísticas. Ainda mais caso houver casos de varizes na sua família ou, se for o caso de você fazer uso de alguma contracepção hormonal, dê preferencia peças mais largas.

3. Celulites

A questão não é que roupas apertadas façam com que haja celulites, contudo, elas retardam o tratamento ou contribuem para o surgimento dos pequenos furos. Uma vez que existe a formação dos nódulos de lipídios, responsáveis pela celulite, a circulação sanguínea se encontra afetada nestas áreas.

Se for o caso de você usar roupas apertadas, afeta mais ainda a passagem do sangue, piorando a situação. Em outras palavras, a celulite, que antes era de grau 1, subiu para grau 2 e assim vai seguindo.

4. Respiração

Roupas que sejam demasiadamente apertadas ou até mesmo um cinto ajustado acima do limite afetam a passagem de ar ao redor do seu corpo. Resultado: você pratica a chama respiração curta na maior parte do dia, ou seja, a inspiração só chega até a parte alta do tórax.

Com isso, as trocas gasosas não acontecem de maneira eficiente e seu corpo acumula mais gás carbônico, que é tóxico e acelera a oxidação das células, provocando o envelhecimento. A respiração curta deixa o cérebro mal oxigenado, dificultando a concentração e trazendo ansiedade: portanto, livre-se das roupas apertadas quando precisar de calma.

5. Digestão

O problema que acontece, nesta situação, é principalmente de responsabilidade às calças e cintos que apertam demais a barriga. Depois das refeições, seu estômago se dilata (é dentro dele que acontece uma parcela da digestão, devido à ação dos ácidos que estão ali). Contudo, a pressão das roupas pode resultar que os ácidos do estômago confluam para o esôfago, provocando azia e refluxo.

6. Dores nas costas

Ao vestir peças que prejudicam os seus movimentos, você passa a ter a necessidade de sobrecarregar os músculos e as vértebras para executar ações que, geralmente, nem iriam requerer grande esforço. Com o quadril comprimido, sua coluna é afetada com o intuito de trazer ajuda para os movimentos.

Assim é o mesmo às camisas que impedem os braços de se locomoverem: em virtude disso, os ombros terminam o dia com uma sensação tal como se estivessem pesados e, vez ou outra, até mesmo ardência e formigamento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui